A Jornada Editorial na criação da estratégia digital - Tot Conteúdo Digital
conteúdo, digital, branded content, digital content, texto para internet
18943
post-template-default,single,single-post,postid-18943,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-16.9,qode-theme-bridge,disabled_footer_top,disabled_footer_bottom,wpb-js-composer js-comp-ver-5.7,vc_responsive

A Jornada Editorial na criação da estratégia digital

O marketing de conteúdo mudou o jeito como as empresas conversam com seu público-alvo e executam as estratégias de divulgação no ambiente digital. A técnica pode estar em destaque agora, mas não é uma novidade. Na realidade, já é utilizada há anos. Talvez, há muito mais tempo do que poderíamos imaginar. Muitos associam o lançamento do jornal The Furrow, em 1895, como a primeira iniciativa de uma empresa na produção de conteúdo para um público específico. A publicação, dirigida aos fazendeiros americanos, mantém-se bem-sucedida até hoje em duas versões: papel e online.

Os responsáveis pela revista nunca haviam tido experiência no mercado editorial. Mas os registros mostram que a tarefa também não foi tão difícil assim. A receita do sucesso foi contar boas histórias, que as pessoas gostassem de ler e que poderiam ser aplicadas no dia a dia de suas operações. O conteúdo nunca foi sobre os produtos, mas sobre como os fazendeiros poderiam gerenciar e ampliar os negócios. Para eles, até para o assunto mais técnico era preciso contar a história de alguém por trás da informação.

Nos dias atuais

Passados mais de 120 anos, muitas empresas ainda têm dificuldade de executar uma estratégia eficiente de marketing de conteúdo. Mesmo agora com tantas informações disponíveis sobre o tema ou ferramentas para assessorar nas diferentes etapas do trabalho. Talvez esteja aí o problema.

Há tanto material disponível (sobre quase tudo) que o mercado já utiliza o termo “noise / barulhento” para adjetivar a quantidade de informações online. Apenas sobre marketing de conteúdo há uma infinidade de artigos, e-books, vídeos e papers sobre todo tipo de estratégia. Isso sem contar as orientações de experts e especialistas, que podem apontar para caminhos completamente opostos. O mercado oferece tantas ferramentas e softwares que muitas vezes eles chegam a confundir em vez de ajudar.

“Informação não é conhecimento. A única fonte de conhecimento é a experiência. Você precisa experiência para ganhar sabedoria”, disse Albert Einstein

O ferramental está cada dia mais eficiente. Mas vemos uma preocupação um tanto quanto exagerada com métodos/plataformas para executar o trabalho. Muitos profissionais focam a atenção na técnica, mas se esquecem de prestar atenção na informação a ser produzida e compartilhada. A estratégia de conteúdo, que deveria ser o ponto central do trabalho, fica em segundo plano. Isso quando os textos não são geradas por ferramentas automatizadas, criados a partir de dados genéricos.

Quem nunca clicou num título com chamadas assim: “10 maneiras infalíveis de fazer isso ou aquilo” ou “Lista X. Você vai se surpreender como o item Y”. E quem não ficou irritado por cair nesta armadilha? Perdemos muito tempo com a leitura de conteúdos irrelevantes. Parece que há uma preocupação excessiva em como “capturar” a atenção das pessoas. Mas não vemos a mesma inquietação para produzir e entregar uma informação realmente valiosa.

É justa essa preocupação.

É preciso atrair a audiência. Mas quanto este tipo de conteúdo é realmente pertinente e, ainda mais grave, o quanto alguns são verdadeiros? Hoje, são compartilhadas muitas informações que sequer é possível averiguar a autenticidade delas. Além do fake news, muitos conteúdos produzidos são superficiais e genéricos. Não foram planejados para entregar uma informação que realmente vai fazer a diferença para o leitor.

Por isso, criamos aqui na Tot Conteúdo Digital a metodologia de Jornada Editorial. Conhecemos a fundo as estratégias de produção de conteúdo para o ambiente digital. Também temos vasta experiência na criação de conteúdo para atender os segmentos B2B e B2C e seus processos de venda.

Mas para nós a Jornada Editorial é tão importante quanto a própria Jornada de Compras, que está por trás da estratégia de venda online. Aqui interessa saber como é o processo de vendas, mas também é fundamental planejar e produzir conteúdos assertivos para atender cada uma das etapas. É um trabalho preciso e muito bem executado por profissionais experientes. Investimos em conhecer a fundo sobre os assuntos que trabalhamos, apurando em detalhes as informações necessárias. É assim a Jornada Editorial.

Vinte anos de experiência no mercado nos mostrou que uma estratégia de sucesso é aquela que combina as melhores práticas do momento com um conteúdo de qualidade.

Conheça os 8 passos da Jornada Editorial.



%d blogueiros gostam disto: